Segunda, Outubro 23, 2017

ferramentas

Twitter

Dentre diversas redes sociais na internet, o Twitter tem se destacado, seu número de utilizadores vem crescendo grandiosamente. São mais de 1 milhão de usuários, somente no Brasil. Mas o que é o Twitter e como ele pode ser útil para professores e alunos no processo de ensino-aprendizagem?

Dentre diversas redes sociais na internet, o Twitter tem se destacado, seu número de utilizadores vem crescendo grandiosamente. São mais de 1 milhão de usuários, somente no Brasil. Mas o que é o Twitter e como ele pode ser útil para professores e alunos no processo de ensino-aprendizagem?

Logo na página inicial aparece o texto “Siga o que lhe interessa. Atualizações instantâneas dos seus amigos, opiniões de especialistas, suas celebridades favoritas e tudo o que está acontecendo ao redor do mundo”. O Twitter quer saber “O que está acontecendo?”. Essa é a pergunta que deve ser respondida em no máximo 140 caracteres, daí o termo tweet (chilreio, pio), que significa o som curto e rápido dos passarinhos. O Twitter é uma rede social que mistura as características de um MSN (Messenger) com as de um blog, permitindo postagens instantâneas, objetivas e que podem ser repassadas a outras pessoas, respondidas ou ignoradas.

Funciona assim: A Fulana pode seguir a Beltrana, mas a Beltrana não precisa seguir a Fulana para que a coisa funcione. Essa liberdade, basicamente faz do twitter uma ferramenta que permite a um usuário ficar atualizado sobre assuntos e pessoas do seu interesse. Não é necessário conhecer as pessoas que você segue ou que te segue, não funciona como o Facebook ou como o Orkut.

Não tardou para que surgissem diversos aplicativos compatíveis ao microblog que o complementam e permitem uma gama de possibilidades que podem aproveitar ainda mais as suas vantagens e ao mesmo tempo resolver suas desvantagens momentâneas ou limitações.

Por exemplo:

Você pode integrar imagens e vídeos com o Twitpic

Pode encurtar os links para aproveitar melhor os 140 caracteres, utilizando o Bitly ou o Migre.me, entre outros.

Pode gerenciar seu perfil no Twitter e integrá-lo ao Facebook, com o aplicativo para desktop chamado Tweetdeck.

Você ou sua empresa podem realizar sorteios com credibilidade, usando o Sorteie.me.

Pode até mesmo falar ao vivo com as pessoas por meio do Twitcam.

O usuário pode apenas ler as mensagens de quem ele está seguindo ou recuperar informações por meio de hashtags, que são as chamadas “etiquetas”. Exemplo: #meioambiente.

O objetivo das hashtags é facilitar a busca por assuntos, nomes próprios ou palavras-chave. As hashtags mais citadas no Twitter entram para a lista popular de assuntos mais comentados, esta lista recebe o nome de trending topics (apelidados de TT).

As pesquisadoras romenas Gabriela Grosseck e Carmen Holotescu, escreveram um artigo intitulado “Can we use Twitter for educational activities?”, que significa “Podemos usar o Twitter para atividades educacionais?”. Nesse artigo, com base em experiências próprias, as pesquisadoras perceberam que a primeira forma de trabalhar a ferramenta na escola era criando um perfil para a turma que poderá ser gerenciado pelo professor de uma determinada disciplina. A partir desse perfil os alunos podem fazer perguntas, interagir com outros colegas e com o professor. Podem conhecer e estabelecer contato com outras escolas, outros alunos e professores, inclusive de outros países, trocando experiências e informações, em diversos formatos, vídeo, áudio, escrita, imagens etc.

Imagine em uma aula de redação, onde uma história fosse escrita de forma coletiva, cada aluno continua a história com um tweet e pode inclusive sugerir imagens de ilustração, criadas por ele mesmo ou encontradas na web. Ou um debate sobre determinado assunto, onde todos usam uma hashtag em comum, para que depois possam recuperar tudo o que foi dito sobre aquele assunto e descobrir quem mais no twitter também discutiu sobre aquilo.

Gabriela e Carmem também sugerem que podem ser realizadas videoconferências, workshops, apresentações de projetos, animações e muito mais, como: facilitar a discussão em uma sala de aula virtual, criar e vivenciar uma nova experiência de aprendizagem, explorar a linguagem utilizada pelos alunos, encontrar bibliotecas, museus, organizações e figuras acadêmicas. O tem sido mais eficiente do que a assinatura dos feeds.

Minha sugestão é que o Twitter seja utilizado também para que os alunos possam encontrar escritores nacionais, artistas plásticos, ilustradores, designers, cientistas, jornais, candidatos a cargos públicos, projetos sobre sustentabilidade, figuras públicas, e que possam estabelecer debates, fazer perguntas, conhecer o trabalho dessas pessoas, suas obras, e manter amizade pelo Twitter. Por que não? Eles estão lá, estão se comunicando com as pessoas, divulgando informações, contribuindo cada um a sua maneira para uma rede produtiva, e os alunos podem e devem conhecer esses perfis e entender que junto com seus professores podem encontrar muito mais do que esperavam de uma rede social.

E as bibliotecas? Podem usar o Twitter também? Devem! Veja o artigo sobre esse tema e descubra como, aqui.

Agora mãos à obra! :D

Ah, por falar em Twitter, estamos por lá também, siga lá: @eprofessor2012  e @inovareduca {jcomments on}

AVA e-Professor

Assine nossa News

www.eprofessor.com.br

Clique aqui e selecione um banner com link para o eprofessor para colar em seu site ou blog.